Cadela que foi arremessada de prédio é encontrada viva

Um vídeo que mostra um cão sendo arremessado do quinto andar de um prédio, na Índia, chocou as pessoas na última segunda-feira (4). No entanto, uma boa notícia surgiu: o animal, que é uma fêmea, foi encontrado vivo.

Segundo informações do Metro, o ativista de direitos dos animais Karthik Dhandapani tranquilizou as pessoas ao publicar um vídeo, em sua conta no Twitter, que mostra a cadelinha, que ganhou o nome Bhadra e está recebendo cuidados. Apesar de uma lesão na pata, ela aparenta estar bem diante da queda sofrida.

“Nós assumimos que ela estava morta porque não conseguimos encontrá-la”, conta outro ativista, o também indiano Shravan Krishnan. “Mas conforme a polícia investigava o caso e questionava pessoas da vizinhança do prédio, eles ficaram sabendo sobre um cachorro ferido na região. Eles me ligaram para identificar o cachorro e, quando fomos até lá, nós sentimos que era o mesmo cachorro. Assim descobrimos que tratava-se de uma fêmea que abanava o rabo assim como no vídeo”.

Em sua conta no Facebok, Krishnan postou uma foto com a cadela e comentou o caso: “O que parte meu coração é que ela continua abanando o rabo”, disse ele.

(Foto: Reprodução/Facebook)

Após o episódio, a organização não governamental Humane Society International (HSI) chegou a oferecer uma recompensa para quem encontrasse o responsável pelo ato cruel.

Ainda de acordo com o site britânico, o homem que jogou a cadela foi identificado como Gowtham Sudharshan, de 23 anos, e o que filmou a cena chama-se Ashish Paul, da mesma idade. Ambos se entregaram à polícia após a repercussão do caso.

Eles foram liberados após pagar fiança e serão chamados a depor novamente.

A cadela com o ativista Shravan Krishnan (Foto: Reprodução/Facebook) 

Veja o momento em que a cadela é arremessada

Fonte: Rede TV




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.