BOMBA: Hackers de Moro eram de organização criminosa, segundo a PF

Pelo que divulgou a Polícia Federal até então, a Operação Spoofing vê os hackers que invadiram o celular do ex juiz da Lava Jato (e atual ministro da justiça) Sérgio Moro e o de procuradores da Lava Jato como sendo uma organização criminosa.

A legislação penal diz que organização criminosa é “a associação de quatro ou mais pessoas estruturalmente ordenada e caracterizada pela divisão de tarefas, ainda que informalmente, com objetivo de obter, direta ou indiretamente, vantagem de qualquer natureza, mediante a prática de infrações penais cujas penas máximas sejam superiores a quatro anos, ou que sejam de caráter transnacional”, logo, os hackes presos até então formam uma organização com fins criminosos.

As informações são do O Antagonista.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.