Bolsonaro pergunta a Lula quem matou Celso Daniel

“Se a facada fosse na barriga do Lula, sairia muita cachaça, com certeza”, disse Bolsonaro ao ser questionado por jornalistas sobre a teoria conspiratória propagada pelo petista.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, rebateu, nesta sexta-feira (14), a teoria da conspiração propagada pelo condenado Lula da Silva (PT).

Em entrevista à emissora TVT, Lula questionou a veracidade do atentado à faca sofrido por Bolsonaro durante comício em Juiz de Fora, interior de Minas Gerais, no dia 6 de setembro de 2018.

Aquela facada tem uma coisa muito estranha, uma facada que não aparece sangue, que o cara é protegido pelos seguranças do Bolsonaro”, disse Lula.

Durante o café com jornalistas desta sexta, diante da declaração do petista, Bolsonaro rebateu levantando questionados sobre o assassinato de prefeito de Santo André (SP), Celso Daniel, em 2002:

“Presidiário presta depoimento, não dá entrevista. […] Devolvo a pergunta: Celso Daniel, Lula, quem matou? Antes de matar, quem torturou? […] Não vou atrás desse debate [da facada] com o Lula. Alguém acha que eu teria grana e influência para armar isso? […] Se a facada fosse na barriga do Lula, sairia muita cachaça, com certeza.”

Em seguida, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, pediu a palavra ao microfone e, com a voz exaltada e batendo o punho na mesa, saiu em defesa de Bolsonaro e fez duras críticas a Lula.

Heleno declarou:

“Isso é um deboche com a sociedade. Presidente da República desonesto destrói o conceito do país. É o cúmulo ele ainda aventar a hipótese de a facada ser uma mentira. E será que o câncer dele foi mentira? E o câncer da dona Dilma foi mentira? Isso é uma canalhice típica desse sujeito.”

Fonte: Renova Mídia



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.