Atacante Thalles, revelado pelo Vasco, morre em acidente de moto

O atacante Thalles Lima de Conceição Penha, revelado pelo Vasco e que defendia a Ponte Preta, morreu em um grave acidente na Avenida Almirante Pena Boto, no bairro Monjolos, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio. O acidente também matou Yuri Sergio Luparelli, de 26 anos, e deixou outras três pessoas feridas na manhã deste sábado (22). O clube carioca decretou luto de três dias. O enterro será neste domingo à tarde, no cemitério Parque Niterói.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o acidente foi provocado por uma colisão entre duas motos, que atropelaram ainda outras pessoas. Segundo testemunhas, o jogador, de 24 anos e que pertencia ao Vasco, estaria voltando de um baile funk na comunidade da Cerâmica. Thalles tinha quatro filhos.

Duas das vítimas – Karolayne de Almeida (19 anos) e Lhorrany de Vasconcelos (18) – estão com quadro estável no Hospital Estadual Alberto Torres, para onde todos foram encaminhados. Uma outra mulher foi levada também para o hospital, mas não se sabe ainda o nome dela e nem há informações sobre seu estado. Parentes do atacante reclamaram da demora no atendimento.

– O socorro demorou muito a chegar. Chegaram a nos falar que iriam chamar um helicóptero, o que não aconteceu. Os bombeiros também demoraram demais para saírem do local do acidente até o hospital – foi coisa de uma hora, uma hora e meia. Isso nos deixa muito revoltados – disse Jorge da Conceição, tio de Thalles

Thalles chegou ao Vasco aos 11 anos e subiu para os profissionais em 2013, aos 17 anos. Tinha chute muito forte e era forte fisicamente. Era uma das grandes promessas do clube e começou marcando gols pelo time de cima sob o comando do técnico Dorival Júnior. Foi convocado para a Seleção Sub-20 em 2014.

Marcou duas vezes na vitória por 3 a 2 diante do Goiás no mesmo ano, pelas quartas de final da Copa do Brasil, e fez os dois gols que garantiram o acesso do time para a Série A em 2016, contra o Ceará.

Porém, alguns problemas disciplinares e luta constante com a balança fizeram o jogador não vingar no Vasco. Foi emprestado para o Albirex Niigata, do Japão, e no início de 2019 foi defender a Ponte Preta, com empréstimo até o fim da atual temporada.

Chegou em Campinas como a principal contratação para o Campeonato Paulista. Apesar das críticas por não estar em forma, fez cinco gols em 19 jogos na temporada, soma que o garante a artilharia do clube no ano.

Mesmo assim, Thalles estava em baixa na Macaca, a ponto de ter a dispensa avaliada. A intenção da Ponte era que, a partir da chegada de Roger e outros jogadores de ataque, Thalles fosse negociado na pausa da Copa América.

O Vasco e a Ponte Preta, em notas, lamentaram a morte do atleta.

Fonte: Globo Esporte




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.