Aprovado projeto de lei que cria SAMU para animais em Goiânia

Foi aprovado segunda votação, nesta quarta-feira (14/8), o projeto de lei que permite a criação do Serviço Móvel de Atendimento Veterinário, o SamuVet. De acordo com a proposta, a Prefeitura de Goiânia disponibilizará ambulâncias para recolher cães, gatos e cavalos das ruas da capital, em caso de situações de risco, atropelados ou sofrendo com maus-tratos, e que estejam provocando transtornos ao trânsito.

O serviço pode ser acionado pelo Corpo de Bombeiros , Polícia Militar e Guarda Civil Metropolitana e será composto de um veículo com carreta acoplada, com equipe de um médico veterinário e um motorista. Os animais recolhidos serão encaminhados para o Centro de Zoonoses da Prefeitura.

Futuramente, conforme justificado no projeto, o SamuVet deve ser integrado ao Hospital Veterinário Municipal assim como ao Centro de Atendimento Animal (CAA). A matéria de iniciativa do vereador Zander Fábio (Patriotas), segue para sanção ou veto do Prefeito Iris Rezende (MDB).

Além do SamuVet, Goiânia tem mais projetos para atendimento público para os animais

Em junho deste ano, foi autorizado pela Prefeitura de Goiânia o início das obras do hospital público veterinário de Goiânia, a Unidade Ambiental de Saúde e Bem Estar Animal. De acordo com a gestão municipal, as obras terão prazo de no máximo três meses. O projeto que propunha a criação do hospital foi autorizado em setembro do ano passado pelo prefeito Iris Rezende (MDB), após aprovação dos vereadores da capital.

A Unidade Ambiental de Saúde e Bem Estar Animal será instalada no prédio do antigo Centro de Controle de Zoonoses, localizado no Setor Balneário Meia Ponte, região Norte de Goiânia. Ela atenderá como um sistema “SUS” para os animais, onde o dono do paciente vai dispor de um cartão com seus dados para viabilizar o atendimento.

Os atendimentos incluem animais domésticos, nativos ou exóticos de todos os tamanhos, que estiverem abandonados ou pertencerem a tutores sem condições financeiras para pagar tratamentos ou ações preventivas, além dos que forem encaminhados por órgãos públicos, ONGs ou protetores.

Dentre os serviços oferecidos estão atendimento hospitalar clínico, cirúrgico, reparatório e de internação, atendimento emergencial, atendimento de resgate para vítimas de acidentes, exames laboratoriais e de imagem, vacinação, castração, fisioterapia, atendimento farmacológico e adestramento, para evitar condutas agressivas, além de registro e cadastramento dos animais abandonados.

Centro de Acolhimento Animal

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) também aprovou a criação do Centro de Acolhimento Animal (CAA) para cães e gatos em Goiânia. O objetivo é controlar a população de animais na rua e a proliferação de doenças, resgatar e recuperar animais abandonados, atropelados ou em estado de sofrimento.

Após o resgate, o CAA também poderá fazer castração, vermifugação, vacinação, encaminhamento de adoção e campanhas. Segundo o projeto, também de autoria de Zander, o Centro de Acolhimento terá sede própria separada do Centro de Zoonose e será composto de canil, gatil e centro cirúrgico.

Fonte: Dia Online



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.