Após se declarar contra Bolsonaro, Marília Medonça é ameaçada e apaga vídeo

Depois de aderir à campanha #EleNão, contra as propostas de governo do candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), a cantora sertaneja Marília Mendonça deletou o vídeo onde rechaçava qualquer possibilidade de votar no deputado federal. Segundo a artista, ela apagou a postagem após ser alvo de ameaças feitas por bolsonaristas. As ofensas, diz a jovem, foram direcionadas à mãe e ao irmão dela.

Diversos artistas entraram na onda do #EleNão, hashtag utilizada por milhares de pessoas que se negam a votar no candidato carioca, polêmico por usar discursos considerados machistas, racistas e homofóbicos. Em sua conta no Instagram, Marília fez um desabafo, com uma foto onde aparece com a família. “Deixo aqui, o meu pedido de desculpas à todas as mulheres que acreditei estar defendendo naquele momento. Deixo aqui o meu pedido de desculpas a todos os homens, por em um instante de loucura acreditar que uma opinião não feriria já vocês”, escreveu.

Ainda assustada, Marília detalhou as ameaças feitas supostamente por parte de eleitores de Bolsonaro. “Minha mãe tem recebido ataques tanto quanto o restante da minha família que nem compartilham da mesma opinião que a minha. Deixo aqui essa mensagem, e o meu profundo silêncio em qualquer questão que seja política”. Na postagem, a sertaneja pediu paz e relembrou que, seja qual for o resultado das eleições, que acontecem no próximo dia 7 de outubro, a decisão está na mão do povo.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.