‘América latina, menos Argentina!’ Brasileiros e mexicanos se unem em Samara para secar hermanos

“América Latina, menos Argentina!”

Esse grito embalou mexicanos e brasileiros neste sábado em Samara, onde Brasil e México se enfrentam na próxima segunda-feira por uma vaga nas quartas de final da Copa do Mundo. Antes, porém, se uniram na torcida contra os hermanos, que acabaram se despedindo do Mundial na Rússia com derrota de 4 a 3 para a França em Kazam. Melhor para os “secadores”.

Os torcedores se concentraram em um bar na beira do rio Volga, que corta a cidade de Samara. Neste sábado, a presença de brasileiros já foi muito maior, fazendo frente ao grande número de mexicanos no local. A expectativa é de estádio dividido na próxima segunda-feira, mas antes os adversários aproveitaram para torcer juntos.

A cada gol do francês Mpappé, que marcou três vezes no jogo, brasileiros e mexicanos se abraçava, e cantavam algo, felizes com o sofrimento da Argentina. Historicamente, torcedores de Brasil e México possuem ótima relação, construída desde 1970, quando a Seleção Brasileira conquistou o tri mundial no país norte-americano. E a Argentina é rival dos dois.

No local também havia franceses, que sorriam quando percebiam brasileiros e mexicanos unidos contra a Argentina. Um ritmo inspirado na série “La Casa de Papel”, que cita a eliminação argentina com o trecho “Messi tchau, Messi tchau, Messi tchau, tchau, tchau”, foi entoado muitas vezes durante a partida.

Não havia argentinos, pelo menos não uniformizados, no bar de grande movimento em Samara, mas uma cena desagradou a alguns dos presentes. É que a transmissão do jogo do bar estava atrasada e um grupo de brasileiros acabava ficando sabendo dos lances antes pela internet. Quando saía gol dos franceses, eles “anunciavam” com festa, mas houve quem não gostasse. Um grupo de colombianos aplaudiu ironicamente a atitude de antecipar os lances. A Colômbia bateu Senegal em Samara na última quinta-feira, por isso ainda há muitos de seus torcedores na cidade.

A expectativa é de uma torcida muito animada na Arena em Samara, com capacidade para cerca de 45 mil torcedores. O estádio deve estar bem dividido entre brasileiros e mexicanos. Os brazucas começaram a chegar com mais força na cidade russa neste sábado, mesmo dia em que a Seleção desembarca no local. Os torcedores devem fazer festa para a chegada do grupo, prevista para 0h30 deste domingo, 17h30 de sábado no Brasil.

Neste domingo, as duas seleções ainda fazem treino de reconhecimento do gramado na Arena em Samara e depois técnicos e capitães concedem entrevista coletiva. O duelo será na segunda às 18h local, às 11h de Brasília.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.