AGM manifesta repúdio a incêndio criminoso e apoia prefeitura de Campinorte

“Exortamos que as autoridades competentes apurem os fatos com celeridade, penalizando com rigor os autores desse crime bárbaro”

Após incêndio na garagem da prefeitura Campinorte, na noite de quarta-feira, 17, que destruiu um ônibus que fazia o transporte de alunos universitários, uma retroescavadeira, uma pá mecânica, um caminhão e uma camionete de propriedade da cidade, e que as autoridades apontam como criminoso, a Associação Goiana de Municípios (AGM) emitiu uma nota de repúdio ao ato e de apoio à administração municipal.

Em ofício enviado ao secretário de Estado da Segurança Pública, Rodney Miranda, o presidente da AGM, Paulo Sérgio de Rezende, o Paulinho, manifestou preocupação por parte da entidade pelo ocorrido. Ele também pediu que houvesse o máximo de empenho e agilidade para apuração e solução do caso.

“Tais fatos afrontam o Estado de Direito e penalizam ainda mais a população que necessita desses serviços. Exortamos que as autoridades competentes apurem os fatos com celeridade, penalizando com rigor os autores desse crime bárbaro que já ocorreu, também, em outras cidades goianas”, diz trecho da nota.

Incêndio

O incêndio que destruiu equipamentos do município gerou prejuízo, conforme avaliado inicialmente, superior a R$ 600 mil. Os bombeiros conseguiram conter as chamas e evitar que outras máquinas fossem atingidas.

Poucas informações foram divulgadas, mas a Polícia Civil, que já instaurou inquérito para investigar o caso, disse que pistas obtidas por meio de objetos e materiais encontrados no local indicam ação criminosa. Além disso, a forma como o incêndio se deu, com focos isolados, corrobora as suspeitas da corporação.

Fonte: Jornal Opção




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.