Adolescente que matou 2 em escola de Goiânia sairá de internação em um ano e meio

O estudante de 14 anos que, em outubro de 2017, matou dois amigos e feriu outros quatro colegas no Colégio Goyases em Goiânia, deixando uma garota de 15 anos paraplégica, sairá do centro de internação daqui a, no máximo, um ano e meio. O menino está detido em um centro de internação para adolescentes infratores localizado em Anápolis, a 50 km da capital, e cumpre a pena máxima prevista pelo Estatuto da Criança e do Adolescente: três anos de internação para recuperação. Em outubro do ano que vem, portanto, poderá voltar para casa. No dia 20 de outubro de 2017, o menino entrou no Colégio Goyases, abriu a mochila, sacou uma pistola calibre 40 e disparou contra seus amigos durante o intervalo das aulas da escola localizada no Conjunto Riviera, bairro de classe média. Os adolescentes João Pedro Calembo e João Vitor Gomes, ambos de 13 anos, morreram no local. Outros quatro alunos também foram atingidos, mas escaparam com vida.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.